Vídeo: Portugal puxa a orelha da Finlândia

Um vídeo do youtube falando de Portugal e ensinando solidariedade aos Finlandeses.

Anúncios

Video – Como nasceu nosso planeta-Yellowstone

Um excelente documentário que mostra uma das composições geológica mais perigosas da Terra no Parque Nacional Yellowstone, EUA.

Planeta Inóspito, com mudança climática

O site BBC Brasil divulgou uma notícia interessante sobre mudanças climáticas, o assunto em questão vem de duas universidades que realizaram estudos sérios e concluíram que a coisa vai ficar quente por aqui, não para nós vivendo agora, mas para nossos descendentes. Será que alguém vai se importar com isso? Eu particularmente acredito que não. Abaixo a notíca transcrita.

‘Meio mundo pode ficar inóspito com mudança climática’, diz estudo

“Uma implicação disso é que cálculos recentes do custo das mudanças climáticas sem mitigação (medidas para combatê-las) são baixos demais.”

DesertoEm termômetros úmidos, temperaturas de desertos não são tão altas

O aquecimento global pode deixar até metade do planeta inabitável nos próximos três séculos, de acordo com um estudo das universidades de New South Wales, na Austrália, e de Purdue, nos Estados Unidos, que leva em conta os piores cenários de modelos climáticos.

O estudo, publicado na última edição da revista especializada Proceedings of the National Academy of Sciences, afirma ainda que, embora seja improvável que isso aconteça ainda neste século, é possível que já no próximo, várias regiões estejam sob calor intolerável para humanos e outros mamíferos.

“Descobrimos que um aquecimento médio de 7ºC causaria algumas regiões a ultrapassar o limite do termômetro úmido (equivalente à sensação do vento sobre a pele molhada, e um aquecimento médio de 12ºC deixaria metade da população mundial em um ambiente inabitável”, afirmou Peter Huber, da universidade de Purdue.

Os cientistas argumentam que ao calcular os riscos das emissões de gases atuais, é preciso que se leve em conta os piores cenários (como os previstos no estudo).

‘Roleta russa’

Quando o professor Huber fala em um aquecimento médio de 12ºC, isso significaria aumentos de até 35ºC no termômetro úmido nas regiões mais quentes do planeta.

Atualmente, segundo o estudo, as temperaturas mais altas nesta medida nunca ultrapassam 30ºC. A partir de 35ºC no termômetro úmido, o corpo humano só suportaria algumas horas antes de entrar em hipertermia (sobre-aquecimento).

Huber compara a escolha a um jogo de roleta russa, em que “às vezes o risco é alto demais, mesmo se existe apenas uma pequena chance de perder”.

O estudo também ressalta que o calor já é uma das principais causas de morte por fenômenos naturais e que muitos acreditam, erroneamente, que a humanidade pode simplesmente se adaptar a temperaturas mais altas.

“Mas quando se mede em termos de picos de estresse incluindo umidade, isso se torna falso”, afirmou o professor Steven Sherwood, da universidade de New South Wales.

Calcula-se que um aumento de apenas 4ºC medidos por um termômetro úmido já levaria metade da população mundial a enfrentar um calor equivalente a máximas registradas em poucos locais atualmente.

Os autores também afirmam que um aquecimento de 12ºC é possível através da manutenção da queima de combustíveis fósseis.

Sol: Ejeções de massa coronal

Este tipo de notícia vem sendo divulgada constantemente pelas redes de Tv por assinatura através de documentários que tem vários especialistas explicando o assunto. O que basicamente acontece é que uma vez a cada 11 (onze) anos o sol entra em um estado de atividade máxima, a próxima tempestade solar esta prevista, curiosamente, para o ano de 2012, este comportamento do nosso astro rei vem acompanhado de vários fenômenos, sendo o mais importante e preocupante as ejeções de massa coronal, que “são  explosões na superfície do sol causadas por mudanças repentinas no seu campo magnético. As ejeções de massa coronal, que são partículas de altas energias, lançadas no espaço interplanetário podem transportar 10 bilhões de toneladas de gás eletrizado e superam a velocidades de um milhão de quilômetros por hora. Quando atingem a Terra, a magnetosfera do planeta desvia a maior parte da radiação, mas uma parte pode chegar à atmosfera superior, causando as tempestades geomagnéticas”.

Tempestade Solar

Ejeção de massa coronal em direção a Terra

As ejeções coronais de massa viajam a aproximadamente 1 milhão km/hr e levam de um a quatro dias para alcançar a Terra. Quando atingem a Terra, têm milhões de quilômetros de extensão e podem causar danos a satélites, erro no posicionamento de navios e aviões de vários quilômetros, tanto pelo sistema GPS (Global Positioning System) quanto pelos sistemas Loran e Omega, danos às redes de energia elétrica, induzindo voltagens de milhares de volts e queimando transformadores. Aumentam também a incidência de radiação ionizante nas pessoas, principalmente em vôos de alta altitude, como vôos supersônicos e astronáuticos.

No G1 saiu esta semana uma notícia sobre o tema, isso significa que a atividade solar aumentou e está chamando atenção da mídia popular que normalmente não se interessa por ciência, clique aqui para ler a notícia no G1

Fontes: G1 , CED.UFSC.BR , Wikpedia

As ejeções coronais de massa viajam a aproximadamente 1 milhão km/hr e levam de um a quatro dias para alcançar a Terra. Quando atingem a Terra, têm milhões de quilômetros de extensão e podem causar danos a satélites, erro no posicionamento de navios e aviões de vários quilômetros, tanto pelo sistema GPS (Global Positioning System) quanto pelos sistemas Loran e Omega, danos às redes de energia elétrica, induzindo voltagens de milhares de volts e queimando transformadores. Aumentam também a incidência de radiação ionizante nas pessoas, principalmente em vôos de alta altitude, como vôos supersônicos e astronáuticos.

Odisséia humana

A odisséia humana sobre a face da terra encontra-se em um momento de fortes questionamentos,muito maior do que os antigos tiveram, e a maior prova disso e a sagacidade dos cientistas de maneira determinada investir em uma busca cósmica sem paralelos na história da terra.

2001

Essencialmente somos animais tentando desvendar os segredos do universo e para isso não temos medido esforços ou recursos e as pesquisas tem avançado rumo a esperança de um dia encontar solução para nossa maior angústia: O aniquilamento total!!! Acredito que baseado neste sentimento profundo e naturalmente inato do ser humano os governos de várias nações,particularmente os EUA,enviam sondas,foguetes,ônibus espaciais para o espaço sideral tentando vasculhar o incognoscível. Apesar de toda metodologia e sistemática empregada criteriosamente nas pesquisas, e de todo avanço que temos assistido todos os dias ao ligar nossa televisão digital full HD pendurada na parede de nossas casas e apartamentos,grandes ou pequenos, ainda fica a sensação de que algo nos foge,nos escapa, sempre fica a sensação de que algo mais está faltando por mais tecnológicamente avançado estejamos,por mais que todas as ciências nos “provem”  que a verdade é esta ou aquela…afinal quantas vezes escutamos ou vemos nos jornais nossos de cada dia que uma verdade científica foi derrubada por outra mais moderna? Fica sempre a velha pergunta que teima em não calar: O que é a verdade? Enigma inexorável que aflita o íntimo das almas através dos séculos,dos milênios!!! Para onde vamos,de onde viemos,quem somos? Será que sabemos sequer onde estamos ou apenas temos mais uma teoria que nos engana dizendo que estamos em um planeta redondo boiando no espaço por tempo indetermidado sendo banhado por um sol que tem os dias contados? Um pouco antes de Colombo acrditava-se que a Terra era quadrada e pode ser que toda nossa noção de universo hoje esteja equivocada,como estava na época de Colombo,vocẽ está preparado(a) para encarar uma mudança de paradigma profunda já?

Hiroshima bomba atomica

Tenho pensado muito toda vez que assisto ou leio algo a cerca do universo,da astronomia,do tempo-espaço,da física quântica,da mecânica quântica. Mistérios insondáveis da natureza que a raça humana destemidamente tenta elucidar.

Desde a antiguidade temos nos preocupado em entender a natureza que nos cerca e que sempre foi temida mas ao mesmo tempo nos alimentou e nutriu,os raios que outrora nos assustavam nas cavernas atualmente entendemos e sabemos que são necessários para a crostra terrestre,para o equilíbro do orbe e da atmosfera,de nossa própria sobrevvivência. Sabemos que vários fenômenos que outrora recebiam nomes de deuses atualmente são encarados com sorrisos e alívio de todos. Até as religiões se atualizaram e hoje são mais realistas,evoluíram,as doenças não mais são vistas como possessões demoníacas ou algo do gênero,salvo algumas excessões em localidades remotas onde o conhecimento ainda não doutrinou as mentes e a fome e a miséria não foi aplacada infelizmente….e a causa é pura e simplesmente o egoísmo humano. Enquanto estivermos,sim todos nós somos responsáveis por tudo que acontece não se espante apenas se olhe profundamente no espelho em seus olhos, permitindo guerras,corrupção,monopólios,abusos,desigualdades,excessos,dominação,exploração e tantas oputras coisas nocivas ao planeta estaremos vulnaráveis e com nossa própria existência ameaçada. Com isto cria-se a necessidade de se investir em pesquisas para se procurar outra Terra, mas de nada vai adiantar achar outro planeta para abitarmos se continuarmos vivendo como gafanhotos devoradores de nós mesmos,de nosso habitat.

PegadaLunar

Escrevi todo este texto filosófico como preparação,afinal estamos nos preparando para saltos astronômicos consideráveis,só falta a fome,guerras  e as doenças no mundo não se tornarem um obstáculo para a notícia de que,esta semana, a NASA enviou para a Lua duas sondas espaciais em busca de água, uma preparação para o retorno do homem à Lua depois de muitas décadas. Será que os ET’s  vão deixar ou fizeram um acordo de cooperação? 🙂 . Brincadeiras à parte as sondas realizarão um mapeamento tridimensional do relevo lunar e localização não apenas de água mas de minerais, além do mapeamento da radiação ambiental também, será que eles estãos estudando  uma forma de iniciar mesmo uma colonização terráquea na Lua? Tomara, porque vamos precisar!

auschwitz

Fonte:

SITE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA. Sondas partem em busca de água e local de pouso na Lua. 19/06/2009. Online. Disponível em http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/artigo=sondas-partem-busca-agua-local-pouso-lua. Em 19/06/2009.