Skip to content

Utilizando,apt,dpkg,deborphan.

25/05/2008
Depois de algum tempo instalando e removendo programas no sistema vão ficando perdidos diversos arquivos,que são resquícios de programas que necessitam de várias dependências para poderem funcionar,são as famosas “blbliotecas” ou “libs”,nos sistemas linux,algo parecido com as dll’s do windows. E estes resquícios ficam lá ocupando espaço e consumindo recursos é hora então de removê-los já que não servem mais pra nada e para isso temos algumas ferramentas legais que descrevo abaixo .
Inicialmente vamos ao trivial,apenas para relembrar. Fica entendido que aparecendo no terminal o símbolo # significa estar trabalhando como root (administrador do sistema),e apenas o símbolo $,estar trabalhando como usuário comum

Removendo um pacote com apt-get:
#apt-get remove nome-do-pacote

A partir daí,após a remoção do pacote/programa do sistema é que entra as ferramentas para faxina,afinal sempre fica algo para trás.

O apt-get remove remove completamente o pacote mas mantém os arquivos de configuração, exceto se for adicionada a opção –purge. assim:
#apt-get –purge remove nome-do-pacote

Continuando,mais APT

#apt-get autoclean -> remove, do cache (/var/cache/apt/archives) os arquivos .deb de programas que não estão mais instalados em seu sistema
#apt-get clean -> Mais radical, e removerá do cache (/var/cache/apt/archives) todos os arquivos .deb, mesmo de pacotes instalados.
OBS: Normalmente você não precisará destes arquivos .deb, não hesite em usar estes dois úlimos comandos acima quando precisar de uns megas extras,entretanto saiba também que ao precisar reinstalar qualquer programa um novo download deverá ser feito para o /var/cache/apt/archives e só após ser instalado,o que não aconteceria se o cache não estivesse vazio,acelerando o processo de reinstalação.
#apt-get autoremove Remove os pacotes que não são mais necessários ao sistema depois de alguma desinstalação.Muito útil para fazer limpeza de libs,etc deixadas para trás sem utilidade.

Para coroar a limpeza uma dica legal

Quando você instala um programa, o APT baixa várias dependências deste,são as famosas libs e outras coisas mais.Quando você remove o programa, essas dependências permanecem.
Uma maneira de remover as dependências desnecessárias é usar o programa “deborphan”.Instale o pacote deborphan assim:

# apt-get install deborphan

e rode o comando a seguir para excluir as tais dependências:
# apt-get –purge remove `deborphan`

Rode esse comando várias vezes, já que algumas dependências, quando removidas, podem deixar suas próprias dependências que são inúteis a partir de então.Para saber mais sobre as opções possíveis ( deborphan -a,deborphan -n,etc) do espetacular deborphan digite:

$deborphan –help
Caso queira ter a saída do help em um arquivo texto sempre à mão:
$deborphan –help > deborphan–help.txt
O arquivo será automáticamente guardado no diretório /home/user/

Mais um pouquinho do APT

$apt-cache show nome-do-pacote -> Mostar o registro completo do pacote,exemplo:

$ apt-cache show apt-doc
Package: apt-doc
Priority: optional
Section: doc
Installed-Size: 280
Maintainer: Ubuntu Core Developers
Original-Maintainer: APT Development Team
Architecture: all
Source: apt
Version: 0.7.9ubuntu17
Replaces: apt (<


$apt-cache dumpavail -> mostra uma lista de pacotes disponíveis.Não se assuste,seu terminal vai ficar doidão listando tudo e a lista é bastante extensa.
$apt-cache search termo -> Procura por “termo” na lista de pacotes disponíveis
$apt-cache pkgnames -> Rápida listagem de todos os pacotes instalados no sistema.
$apt-cache showpkg pacotes -> Mostra informações sobre os pacotes
$apt-file search nome-do-arquivo -> Este comando procura por um pacote, não necessariamente precisa estar instalado, que inclua o arquivo passado junto a linha de comando nome-do-arquivo. Ou seja, muito útil para localizar facilmente arquivos individuais dentro de pacotes que ainda nem se encontram instalados no seu sistema.
$dpkg -L nome-do-pacote -> Mostra os arquivos instalados pelo pacote
$dpkg -l nome-do-pacote -> lista os pacotes instalados que casam com “nome-do-pacote”. Na prática use ‘*nome-do-pacote*’, a não ser que você saiba o nome completo do pacote.
$dpkg -S nome-do-arquivo -> Qual foi o pacote que instalou este arquivo?

Os mais famosos:

#apt-get update -> Execute este comando se você mudou o /etc/apt/sources.list ou /etc/apt/preferences. Também execute-o periodicamente para ter a certeza que sua lista de fontes fique sempre atualizada.
#apt-get install nome-do-pacote -> Instala um novo programa(pacote)
#apt-get upgrade -> Atualiza todos os pacotes instalados
#apt-get dist-upgrade -> Atualiza o sistema todo para uma nova versão

Resolvendo problemas

O apt-get é uma ferramenta desenvolvida para ser usada em servidores e outras aplicações importantes. Isto significa que ele foi desenvolvido para ser o mais confiável possível e nunca realizar nenhuma modificação potencialmente perigosa para o sistema, a menos que autorizado por você. Quando qualquer coisa inesperada acontece, ele para e fica esperando sua confirmação antes de fazer qualquer outra coisa.

O problema desta abordagem é que às vezes um defeito em algum pacote ou um download corrompido pode fazer com que o APT fique “travado”, sem concluir a instalação de um determinado pacote por causa de um erro qualquer e sem aceitar instalar outros antes que o problema inicial seja resolvido.

Basicamente, quando encontrar este tipo de problema, você deve:

  1. Rodar o apt-get update para ter certeza de que a lista de pacotes do APT se encontra atualizada.

  2. Execute o comando apt-get -f install para usar o sistema de resolução de problemas do APT.

  3. Caso ele não resolva, experimente usar o dpkg -i –force-all para forçar a instalação do pacote com problemas, ou use o dpkg -r nome_do_pacote caso prefira desistir da instalação.

  4. Execute o comando dpkg –configure -a, para verificar todas pendências na configuração dos pacotes.

  5. Rode novamente o apt-get -f install. Caso ele não resolva, experimente o apt-get -f remove, que tem uma função similar à do “-f install”, mas dá preferência a remover os pacotes com problemas, ao invés de tentar corrigir a instalação.


Fontes:
http://wiki.ubuntu-br.org/AptGet
http://www.debian.org/doc/manuals/apt-howto/index.pt-br.html
As man pages do sistema
https://lists.ubuntu.com/archives/ubuntu-br/

From → Linux

One Comment
  1. José permalink

    Muito Bom este tutorial !!!
    Muito bem explicado, é sempre importante dominar tais recursos, pois são fundamentais para o perfeito funcionamento do S.O.
    Parabéns !!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: