Skip to content

ODF é padrão no governo do Paraná

26/12/2007
Foi divulgado no site da Celepar a notícia sobre a lei,sancionada pelo governador Roberto Requião,que estabelece o formato ODF (Open Document Format) como padrão preferencial de documentos eletrônicos do Governo do Paraná.
Para facilitar a vida dos mais preguiçosos reproduzo abaixo o texto da notícia.

Governador sanciona lei que estabelece padrão aberto para documentos eletrônicos

O governador Roberto Requião sancionou na última quarta-feira (18/12/2007), a lei que estabelece o formato ODF (Open Document Format) como padrão preferencial de documentos eletrônicos do Governo do Paraná.

O ODF é um conjunto de formatos de arquivos para aplicações de escritório (edição de texto, planilhas, apresentações de slides, banco de dados, manipulação de imagem, f´órmula matemática e gráficos) desenvolvido para estabelecer um padrão de mercado. Por se tratar de um padrão livre, qualquer software pode implementá-lo. Entre os tipos de arquivos utilizados pelos padrões abertos, estão os que possuem as extensões odt, ods, odp, odb, odf, odg, odi, ott, ots, otp e otg.

O projeto que estabelece o ODF como padrão preferencial foi aprovado no início do mês pela Assembléia Legislativa. Um outro motivo que levou o governo a sancionar o projeto é que um padrão aberto garante ao usuário o acesso a arquivos e documentos eletrônicos por meio de qualquer sistema e em qualquer plataforma, interna e externa. No caso dos padrões fechados, essa garantia não existe, já que é necessária uma plataforma proprietária para a abertura de documentos.

O ODF também é o padrão aprovado pela Organização Internacional de Padronização (ISO), entidade responsável pelo reconhecimento da qualidade de produtos em nível internacional.

Interoperabilidade – “Para a abertura de um documento com extensão OpenXML, pertencente à empresa líder do mercado mundial de sistemas de computador, o usuário precisar ter em seu computador uma ferramenta de escritório,que é comercializada junto com o sistema operacional dessa empresa”, explica o técnico da Celepar, Vitório Furusho, que representou o Paraná nas discussões da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), entidade que representa a ISO no Brasil.

Furusho cita outra vantagem do ODF: “Com a utilização de um formato aberto, os desenvolvedores sabem exatamente o que fazer para que seus softwares sejam compatíveis com o padrão. Com isso, os documentos sempre se comportarão da mesma forma, independente do aplicativo (compatível) usado para manipulá-lo”.

O presidente da Companhia de Informática do Paraná (Celepar) e secretário de Assuntos Estratégicos (SEAE), Nizan Pereira Almeida, por sua vez, destaca que outra vantagem para a administração pública é que a utilização de padrões abertos garantem o controle e o gerenciamento direto de seus próprios registros, informações e documentos, sem o risco de perda de informações por incompatibilidade de versão de ferramentas ou por dependência tecnológica.

Nizan também aponta que a lei não é uma camisa de força sobre o uso de produtos de padrões diferenciados, já que ela apenas estabelece a preferência por esse tipo de padrão. Outro fato que contribuiu para a sanção do projeto, é que o ODF é o formato padrão da suíte de comunicação de escritório BrOffice.Org., amplamente utilizado pelo Governo do Paraná sem custo de licença.

Um exemplo a ser seguido por outros estados da federação,é esperar pra ver.

fonte: http://www.celepar.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=232

From → Development, Noticias

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: